segunda-feira, 15 de julho de 2013

Tempo de silêncio


Entre tantas vozes,

com a qual me identifico?

Sem lateralidade,

o espaço fica esquisito.

Uma outra visão de tempo

vai nascendo desse conflito.

O corpo não tem lados

na perspectiva do infinito.

Não há identidades

no nascer desse novo mito.

O tempo é de silêncios,

não de gritos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário